FANDOM


Há diversos meios de se adquirir conhecimento, elas variam em disponibilidade, eficiência, dificuldade, dedicação e custos (especialmente tempo, esforço e dinheiro). É importante usar as mais eficientes adequadas a suas condições, usar fontes eficientes pode significar uma economia de dezenas a centenas de horas de leitura e estudo.

Por onde começar? Editar

Uma maneira que costuma ser eficiente para se iniciar em um assunto (sugerida por Luke Muehlhauser [1] e [2]):

  • Leia os artigos da Wikipedia (de preferência em inglês) sobre o assunto.
  • Leia um artigo de referência numa enciclopédia mais específica, ou um capítulo de livro sobre o assunto.
  • Se seu interesse for mais geral e informal, busque um livro-texto de introdução.
  • Se for mais acadêmico, busque um artigo de revisão atual (preferencialmente dos últimos 5 anos) e preste atenção (tome notas) em:
    • Palavras chave que possam ser usadas para pesquisar artigos
    • Quais são as principais questões da área, quais delas já foram respondidas, quais questões ainda estão em aberto e que autores trabalham nelas.
    • Quais foram os estudos importantes da área, que costumam ser citados ou que introduziram conceitos e fatos importantes.
  • Pode-se prosseguir para um handbook (manual), que são coletâneas de artigos de revisão em vários subtópicos da área.

Escolhendo livros Editar

Ver Livros.

  • Busque em listas online de recomendação de livros e fóruns sobre o tópico que quer. Veja por exemplo este post:
  • Consulte sites de avaliação de livros, como Amazon.com e veja a nota e os comentários de avaliação feitos.
  • Pergunte a especialistas, professores e alunos de pós-graduação da área.
  • Consulte o índice (table of contents) e verifique quais tópicos são abordados.
  • Busque por tópicos específicos que considera importantes ou interessantes e verifique se constam.
  • Folheie um capítulo, verifique a organização, a linguagem e clareza, verifique se tem indicações de citações e referências.


Livros-textoEditar

Geralmente são o meio mais rápido de aprender o conhecimento de uma área.

Embora muitos livros-texto bons só existam em inglês, em diversas áreas existem muitos bons em português também. É um método eficiente, embora possa ser dificil (dependendo do livro), exija bastante dedicação e possa ser um pouco caro (especialmente se forem livros importados).

Muitos livros podem ser encontrados na Internet, às vezes cópias ilegais, em redes P2P (como eMule) ou em sites de busca de ebooks .

Resumos de livros Editar

Aulas particularesEditar

Aulas particulares podem ser uma maneira muito eficiente de se aprender, embora geralmente mais cara que um livro, e dependendo muito da capacidade didática e conhecimento do professor. São especialmente úteis se já se conhece um pouco do assunto e há falhas de conhecimento que precisam ser preenchidas. Pode-se pedir a algum conhecido com mais conhecimento na área e pedir umas aulas sobre tópicos específicos. Pode-se reunir também um pequeno grupo de interessados para tornar o processo mais barato e utilitário. Estudantes de pós-graduação costumam ser disponíveis para este tipo de tarefa.

Cursos universitários abertos Editar

Muitas universidades bem reputadas (Yale, MIT, Stanford) tem disponibilizado cursos online de boa qualidade, sobre temas diversos, alguns até fornecem certificados.

  • Open Culture - Lista de muitos cursos universitários online, incluindo as maiores universidades americanas.
  • Veduca - Repositório de cursos universitários online em português (ou legendados)
  • Coursera - Cursos online de alta qualidade, alguns fornecem certificados.
  • OpenCouseWare Foundation - Busca de cursos universitários online

Cursos presenciaisEditar

Cursos presenciais podem ser eficientes dependendo da sua qualidade, porém tendem a ser caros, e o ritmo varia bastante. São recomendáveis se tiverem boas referências de qualidade ou do professor, verifique se a pessoa tem critérios de qualidade semelhantes aos seus. Muitas universidades (especialmente as públicas) permitem que não-alunos assistam aulas como ouvinte.

Cursos em livros e audiobooksEditar

Cursos em forma de livro e audiobooks requerem uma certa disciplina do leitor, mas podem ser muito eficazes, podendo ser uma alternativa bem mais econômica a cursos presenciais.

Artigos de revisãoEditar

Artigos de revisão são uma maneira boa de se inteirar do estado atual da pesquisa em uma área acadêmica e de conseguir referências importantes sobre o assunto. Podem ser encontrados em buscadores de artigos acadêmicos como o Google Scholar ou o PubMed. Geralmente só são encontrados em inglês. Artigos de enciclopédias revisadas como a Scholarpedia e a Stanford Encyclopedia of Philosophy também costumam conter uma revisão do tema.

Teses de pós-graduação costumam incluir uma revisão breve sobre os temas tratados, e muitas podem ser encontradas na Internet. Veja busca de teses.

Há também handbooks (manuais) que reúnem vários artigos de revisão sobre uma área em um compêndio e ocasionalmente são traduzidos, podem ser uma referência muito valiosa para se ganhar uma perspectiva da área.

Vídeos onlineEditar

Cursos informais abertos Editar

  • Khan Academy - Cursos online em linguagem simples sobre vários assuntos.

Seminários Editar

Livros de divulgaçãoEditar

Livros de divulgação são bons para se motivar e conhecer curiosidades sobre uma área de conhecimento, e às vezes fornecem um panorama geral do campo ou de sua história, mas geralmente trata de tópicos esparsos dentro da disciplina e muitas vezes não contêm todas as referências.

Textos clássicosEditar

Textos clássicos são os livros e artigos originais que propuseram uma teoria ou assunto. Não são recomendados para a maioria dos assuntos de exatas ou para os quais já houve avanço grande desde a sua publicação, exceto no caso de literatura, documentos históricos ou caso se queira se tornar um especialista no assunto (para poder citar os trabalhos originais), entretanto, é bom saber quais foram as contribuições novas que trouxeram para o contexto da época. Textos mais recentes trazem contribuições posteriores, críticas e refutações, além de frequentemente utilizar uma linguagem mais clara e sintética, especialmente em ciências naturais.

Em ciências humanas e filosofia, textos originais trazem mais informações sobre a origem e contexto da ideia, insights dos autores e não têm os vieses e filtros de seus interpretadores [3]. Em filosofia geralmente cabe ler textos de comentadores recentes juntamente ao original. É importante no entanto ler textos atuais sobre o assunto, como handbooks, que geralmente sintetizam diversas críticas feitas às obras e propostas teóricas originais.

Artigos de InternetEditar

Artigos de Internet podem ser um bom lugar para secomeçar, para se ter informação rapidamente sobre um tema, mas frequentemente são curtos, imprecisos e informais demais para serem usados como referências acadêmicas. Podem ser um bom primeiro contato com o assunto.

Enciclopédias online Editar


PostsEditar

Posts são interessantes para se tomar conhecimento de que um assunto existe, geralmente focam em algum ponto específico sob o viés do autor. Mas em geral não são boas referências.

Conversas e discussões informaisEditar

Conversas servem para se tomar conhecimento de informações esparsas e coletar algumas referências de fontes mais confiáveis e tirar dúvidas. Mas sempre com o problemas de falhas de memória, imprecisão, simplificação e distorções.

Veja também Editar

ReferênciasEditar

  1. The Neglected Virtue of Scholarship - Less Wrong
  2. Scholarship: How to Do It Efficiently - Less Wrong
  3. Vladimir_M comments on The Neglected Virtue of Scholarship - Less Wrong

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória